Contamos com sua
parceria para
seguirmos em frente
Ano 22                                                                                                          Editado por Jomar Morais
 
 


 
 


Planeta Jota é um site independente com um olhar diferenciado sobre temas essenciais.

Se você gosta de nossos conteúdos, doe qualquer valor e ajude-nos a prosseguir com esse projeto iniciado há 22 anos.
A cada doação você pode solicitar um livro digital ou um fac-símile da seção Documento

Obrigado por sua colaboração.

 
vitrine pj
tv sapiens
Destaque do dia | Planeta*Zap
Para receber via Whatsapp diga "Sim" e seu nome em mensagem para (84) 99983-4178

CUIDADO! O BIG BROTHER SABE TUDO SOBRE VOCÊ.
Os escândalos recentes envolvendo o Facebook, em apuração nos Estados Unidos e na Europa, trouxeram à luz os perigos que as redes sociais podem representar para as pessoas e para a democracia ao se tornarem propriedades de um oligopólio mundial baseado na ganância, na ausência de ética e na exploração da ignorância e da frivolidade.

Saiba como o Facebook - e outras redes sociais baseadas em seu modelo de negócio - espiona a nossa vida, recolhem dados privados que lhes entregamos  gratuitamente e os repassa a peso de ouro a empresas e políticos ou são obrigados a entregar a governos e orgãos de informação de governos poderosos, como o dos Estados Unidos.

Os algorítmos do Facebook, por exemplo, atuam mesmo quando não se está usando a rede. Seus empacotamentos também restringem entregas de informações aos usuários, limitando assim a liberdade de informação e interação, criando o que o especialistas chamam de bolhas-filtro, dentro das quais o usuário acaba apenas tendo acesso àquilo que ele já sabe (ou o que a empresa provedora da rede quer que ele saiba), em mero reforço de velhas opiniões.

Saiba quais as redes sociais tem sido procuradas, como alternativas, pelos usuários descontentes que estão deixando o Facebook. Quais as redes que são similares ao Face e as que não vendem seus dados. E lembre-se: Facebook, Whatsapp e Instagram pertencem a uma mesma empresa, são a mesma coisa: logo, é preciso ter cuidado ao usar essas redes também.

Clique no link abaixo e acesse a matéria completa preparada pelo UOL. É importante lê-la do começo ao fim. Não se inquiete. A ansiedade é um dos impulsos mais usados pelas redes para manipular usuários: entregam-nos novidades superficiais que excitam nossos sentidos e, em troca, levam nossas informações sem pedir licença e sem que ao menos tenhamos consciência disso.

O ALGORÍTIMO É MAIS EMBAIXO >>> https://tab.uol.com.br/crise-facebook/#o-algoritmo-e-mais-embaixo
LEIA TAMBÉM:
O barulho vai nos matar!
Defender os pobres e oprimidos não é comunismo