Um coração que bate
Postado em 14 Jun 2019 00 11 Principal




Se tu nada tivesses, a nada serias apegado

Se eu nada tivesse, a nada eu seria apegado

Mas eu penso ter, tu pensas ter

E esta é a nossa tragédia cotidiana

Esta é nossa ilusão, este é nosso apego

Quando crianças, tu construistes o teu castelo

Eu construi o meu

Tu colocastes bois, bezerros, gente, plantações, leis

Artes...

E construístes um muro para mostrar os teus domínios

Eu fiz o mesmo

Mas veio o tempo(ral) e já faz tempo que tudo levou

Mas continuamos apegados ao fantasma

Das coisas que inventamos sobre nós mesmos

E que nos aferramos em acreditar

E como é grande o medo de que as pessoas

Nos apontem o dedo e vejam

Que estamos permanentemente blefando...

Que nada mais temos

Que nada mais somos

Ah, se aceitássems que nada temos

Como seríamos felizes!

Se aceitássemos que o que nos restou

Foi só um coração que bate

Como seríamos felizes...




Para abrir a janela de comentarios, clique sobre o titulo do texto ou sobre o link de um comentario